A combinação de plantas e temperos representam uma parte muito importante da nutrição ayurvédica. Possuem propriedades fortes e são utilizados para trazer equilíbrio humoral ao alimento. Eles acentuam o sabor da comida e fazendo-a mais apetitosa. Temperos e ervas geralmente são muito ricos em minerais e vitaminas e provêem suplementos adicionais. Eles também facilitam digestão e nos salvaguardam de desordens internas. Por exemplo, a adição de gengibre enriquece a comida pesada, tornando-a mais fácil de digerir. Porém, deveriam ser usadas temperos e ervas sabiamente, de acordo com a necessidade específica, e em uma quantidade apropriada.

Algumas pessoas pensam que o uso de temperos torna a comida muito “quente” e acabam por não utilizá-los; a tendência é confundir temperos com pimentas quentes, vermelhas ou verdes.  O ideal seria ter certeza que os temperos que compramos estão frescos. Temperos velhos perdem o sabor e as propriedades farmacológicas. Deve-se evitar, sempre que possível, comprar temperos em pó. Faça seus próprios pós antes de uso. Isso pode ser feito com um pilão ou moedor de metal.

Muitos dos temperos descritos abaixo estão disponíveis em supermercados ou lojas de produtos naturais aqui no Ocidente.
Erva-doce (Funiculum vulgare). Diminui Vata e Pitta e promove digestão.

Pimenta-do-reino
(Piper nigrum). Diminui Vata e Kapha e aumenta Pitta. Também há outra variedade, a branca, que é preparada a partir da pimenta-do-reino removendo-se a pele com métodos especiais. Ambas têm as mesmas propriedades.

Cardamomo
(Elettaria cardamomum). Tem um sabor exclusivo e é usado para perfumar alimentos doces e salgados. As sementes de cardamomo têm cor marrom escura a enegrecida e nascem dentro de vagens verdes claras. O cardamomo traz equilíbrio aos humores e promove a digestão. Além de ser utilizado na comida, é altamante recomendado mastigar as sementes de cardamomo depois das refeições. Isto ajuda a remover o sabor forte de algumas substâncias como alho e a cebola, por exemplo.

Canela (Cinnamomum zeylanicum). A parte usada é a casca. A canela freqüentemente é utilizada na culinária ocidental. Pacifica Vata e Kapha em excesso e aumenta Pitta.
Cravo-da-índia (Syzygium aeromaticum). São brotos secos, marrons. São altamente perfumados e com sabor picante. Também são usados para perfumar a boca e podem ser mastigados depois de refeições. Pacifica Pitta e Kapha em excesso.

Coentro (Coriandrum sativum). São usadas as folhas e as sementes. As folhas não deveriam ser cozidas, porque perdem o sabor ao aquecer. As sementes têm forma arredondada e cor amarela. Pacificam humores em excesso, especialmente Pitta.

Cominho (Cuminum cyminum). Há várias variedades vendidas com este nome. As sementes de cominho são de cor marrom clara com extremidades pontudas, boas para cozinhar. O cominho é muito rico em várias vitaminas e minerais, sendo bom para curar fraqueza ou fadiga. Promove a digestão. É bom para pacificar Vata e Kapha; aumenta Pitta.

Endro (Anethum sowa). Bom para excesso de Kapha e Vata. De um modo geral a maior parte da planta tem propriedades medicinais, mas a parte mais potente é a semente; geralmente as folhas é que são mais utilizadas.

Fenogrego (Trigonella foenumgraecum). Este tempero é menos conhecido por nós, mas é encontrado em lojas de produtos naturais. As sementes são usadas como tempero e as folhas são usadas em saladas. O fenogrego é muito bom para curar Vata viciado e seu uso é altamente recomendado nestes casos.

Alho (Allium sativum). bom para aumento de Vata e Kapha; aumenta Pitta. O uso excessivo aumenta muito a sede e gera inquietude. O uso diário moderado de alho é altamente recomendado.

Gengibre (Zinziber officinalis). atualmente o gengibre fresco está disponível em quase todos os lugares. O gengibre é um grande aperitivo e promove o poder digestivo. É bom para Vata e Kapha em excesso.

Mostarda (Brassica campestris). sementes de mostarda são usadas como tempero e em molhos de salada. Sementes de mostarda pacificam Vata e Kapha aumentados, mas não são recomendadas para Pitta. Devem ser utilizadas com moderação.

Açafrão (Curcuma longa). é uma raiz, como gengibre, mas de cor amarela. É o que dá a cor amarela do chamado caril ou curry. Este é uma mistura de muitos temperos entre os quais a curcuma. Na Índia não se usa temperos desse modo não específico; o melhor é fazer as suas próprias misturas, cuidando das proporções de cada ingrediente. O açafrão é vendido principalmente em forma de pó, porque é muito duro de esmagar. O bom açafrão tem um cheiro forte característico. Bom para pacificar todos os humores; confere cor e sabor aos legumes.

 

Aderson Moreira da Rocha

Médico de família, reumatologista, acupunturista e especialista em Ayurveda pelo Arya Vaidya Phramacy, tradicional escola de Ayurveda do sul da Índia. Mestre e doutor em Saúde Coletiva pelo Instituto de Medicina Social da UERJ, presidente da Associação Brasileira de Ayurveda e autor do livro “ A Tradição do Ayurveda” pela editora Águia Dourada.

Últimos posts por Aderson Moreira da Rocha (exibir todos)

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *