Posts

O mel ou madhu em sanscrito ”e uma substancia largamente empregada na Medicina Ayurvedica, possui sabor doce e adstringente ( seca e contrai as mucosas), potencia quente, qualidades: seco, sutil e leve. Facilita a absorcao e estimula as proproiedades dos medicamentos por isto e muito utilizado como veiculo nas formulacoes Ayurvedicas.

O mel ”e considerado o melhor remedio para Kapha, o mel fresco ”e um tonico especialmente para as criancas, ja o mel envelhecido ”e utilizado para reduzir o peso na dose de 15 a 30 ml com agua morna diariamente.

O mel associado ao suco de limao acalma Vata. Com gengibre e suco de limao estimula o fogo digestivo e aumenta o apetite. Uma formulacao de mel com pimenta do reino esta indicada na tosse. Para os idosos o mel diariamente ”e utilizado como nervino ( acalma o sistema nervoso) e para os olhos. Tambem auxilia a melhorar a voz e ”e util nas dores de garganta. Porem o mel nunca deve ser aquecido, ele ”e acrescentado no final das formulacoes ayurvedicas.

Namaste

Aderson.

 

O hortelã ou Menta piperita é uma planta medicinal aromática de cerca de 30 cm de altura, com ramos de cor verde escura a roxa purpúrea. Tem sua origem na Europa de onde foi trazida no período da colonização, sendo muito cultivada como erva medicinal em canteiros, jardins e quintais de todo o Brasil.

A literatura afirma possuir propriedades espasmolíticas, antivomitivas, carminativas ( alivia gases e cólicas), estomáquicas e anti-helminticas ( combate vermes) por via oral e antibacterianas, antifúngicas e antiprurido ( acalma coceiras) em uso tópico. O óleo essencial da planta é rico em mentol, mentona e mentofurano que são responsáveis pelo seu odor agradável. As folhas e seu óleo essencial apresentam propriedades antiespasmódica, antiinflamatória, antiúlcera e antiviral.

A Medicina Ayurvedica afirma que o hortelã tem uma potencia fria, e um sabor picante. Apresenta propriedades que diminuem Pitta e Kapha porem em excesso pode agravar Vata dosha. Atua nos sistemas respiratório, digestivo, nervoso e circulatório e possui ações estimulante, diaforética ( promove sudorese), carminativa, nervina ( harmoniza o sistema nervoso) e analgésica. As principais indicações são: resfriados, febre, dor de garganta, laringite, dispepsia, azia, inquietação, cefaléia e cólica menstrual.

O uso terapêutico das folhas é feito na forma de infusão, ou seja, jogamos a água quente sobre a planta ( 5 a 10 folhas) e deixamos abafado em uma panela por 5 a 10 minutos para depois tomarmos o chá morno. A dose usual é de 250 mg a 1 grama do pó duas a três vezes ao dia ou na forma de chá ( infusão) também três vezes ao dia. O hortelã é uma excelente planta medicinal para os dias quentes e pode ser tomado frio. Uma combinação de chá de folhas de hortelã, raiz de gengibre e uma colher de sobremesa de mel de eucalipto está indicada nos seguintes casos: resfriados, gripes, dor de garganta e disfunções digestivas como azia, dispepsia e falta de apetite.

Na tradição indiana esta planta medicinal possui uma qualidade sattvica ( harmoniza e promove a espiritualidade), acalma a mente e nutre as tendências espirituais do praticante de yoga e meditação. Com esta finalidade pode ser utilizado moderadamente por todas as pessoas. Vamos então aumentar o consumo desta erva medicinal que pode ser também utilizada como condimento na nossa alimentação.

Visitei a Índia em 1991 quando estive nos ashrams de Paramahansa Yogananda, autor do belíssimo livro Autobiografia de um Iogue, praticando meditação,16 anos depois retorno ao subcontinente indiano com o objetivo de estudar Ayurveda. Hoje a Índia é um país diferente daquele que encontrei no inicio dos anos 90, com mais de 1 bilhão de habitantes, uma economia emergente crescendo 8% ao ano, tornou-se um ícone da era digital e da tecnologia da informação para ao países em desenvolvimento.

Estou na Gujarat Ayurved University, maior centro de ensino e pesquisa da Medicina Ayurvedica do planeta, com o objetivo de passar 4 meses estudando para a minha tese de doutorado no Instituto de Medicina Social da UERJ. Aqui, no enorme campus, existem 6 institutos distintos que fazem parte do complexo universitário com as várias disciplinas relacionadas a tradição Hindu.

O Shri Gulabkunverba Ayurved Mahavidyalaya é uma faculdade de graduação em Ayurveda fundada em 1946 e oferece o B.A.M.S., ou seja, o Bacharelado em Medicina Ayurvedica e Cirurgia que dura 5 anos e meio. Esta escola possui um hospital com 105 leitos para pacientes internados onde todos os tratamentos são feitos com as ferramentas terapêuticas da Medicina Indiana, incluindo os medicamentos produzidos dentro da Universidade.

O Institute of Pos Graduate Teaching and Research in Ayurveda foi fundado em 1956, totalmente financiado pelo governo da Índia, oferece 2 cursos de pós-graduação: o Medical Doctor in Ayurveda com extensão de 3 anos e o PHD ( doutorado em Medicina Ayurvedica) com duração de 2 anos. Cerca e 1200 teses de pós-graduação foram realizadas em 13 especialidades distintas da Medicina Indiana.

Eu me matriculei no Patanjali Institute for Yoga and Naturopathy Education para fazer um curso de Hatha Yoga de 3 meses. Toda manhã praticamos Hatha Yoga e a tarde temos aulas teóricas com o estudo dos textos clássicos da tradição Hindu. Aos sábados as 6:30 da manhã fazemos as Kriyas, purificações com jalaneti e vamana ( limpeza das fossas nasais e vômito terapêutico). Este instituto forma profissionais na área de Yoga e Naturopatia ( terapias naturais) desde 1982, inclusive com curso de pós-graduação para profissionais da área da saúde.

Em 1999 foi fundado o Institute of Ayurvedic Pharmaceutical Science com graduação e mestrado em farmacia Ayurvedica. Neste mesmo ano foi criado o Institute of Ayurvedic Medicinal Plant Science, com o objetivo de fazer pesquisas em Fitoterapia. Este centro de ensino oferece um mestrado em ciência das plantas medicinais com duração de 2 anos para profissionais da área de botânica, farmácia, agricultura e Ayurveda.

Devido ao grande interesse dos estudantes estrangeiros na tradição do Ayurveda, foi criado o International Center for Ayurvedic Studies, onde freqüento as aulas sobre a Medicina Ayurvedica diariamente em inglês indiano ( as vezes literalmente impossível de entender). Este centro de ensino da Medicina Indiana oferece vários cursos, de curta duração, para estrangeiros em língua inglesa. Convido a todos os interessados na tradição Hindu a entrarem no nosso site.

O Ayurveda como caminho para o bem-estar

A ansiedade é um estado emocional desagradável de aflição, com sentimento de medo ou angústia apesar da inexistência de uma ameaça óbvia. Caracteriza-se pela apreensão e pela preocupação. Alguma ansiedade é normal; transforma-se um problema quando interfere com nossas atividades habituais. De acordo com Ayurveda, a ansiedade é um sinal clássico do desequilíbrio no corpo. A ansiedade, o estresse e a tensão prolongados afetam o sistema nervoso e podem causar muitas outras complicações.

Alguns sintomas de ansiedade são: incapacidade de relaxar, instabilidade emocional, irritabilidade sem razão aparente, dor de cabeça frequente (geralmente relacionada à tensão), insônia, palpitações (taquicardia), etc..

No modo de pensar ayurvédico, não tratamos a ansiedade propriamente dita, mas o desequilíbrio original. Assim, segundo o Ayurveda a ansiedade é conseqüente ao desequilíbrio de Vata. A ansiedade é apenas um dos sinais de desarmonia, podendo vir acompanhada de vários outros, confirmando o diagnóstico: insônia, agitação, fadiga, falta de apetite e impaciência seriam sinais comportamentais de que o indivíduo está apresentando um desequilíbrio de Vata. É importante desenvolver a idéia de que o Ayurveda trata a pessoa, não a doença.

O objetivo de qualquer tipo de terapêutica ayurvédica para combater a ansiedade é pacificar o dosha Vata, que por natureza tem qualidades de secura e frio. Assim, resumidamente, submete-se o paciente a uma rotina diária/tratamento gerador de calor e umidade para contrabalançar o agravamento de Vata. Esta rotina/tratamento envolve basicamente a alimentação (que atuará através dos sabores indicados para acalmar Vata – doce, ácido e salgado) e a  fitoterapia (utilizando-se plantas amornantes (potência quente) e tirando partido das propriedades calmantes também). A massoterapia entra também neste arsenal terapêutico para promover o relaxamento geral do organismo, tranqüilizar a mente, promover o sono, entre outros. O Yoga e a meditação são outras duas importantes vertentes na busca pelo equilíbrio e são práticas extremamente benéficas para pessoas de natureza Vata. As pessoas com alto grau de ansiedade, porém, não conseguem fazer meditação. É preciso inicialmente que sejam submetidas a um tratamento prévio para diminuir o nível de ansiedade antes de iniciarem tal prática.

Através da análise dos humores biológicos (Vata, Pitta, Kapha) é possível dizer que tipo de pessoa é mais suscetível a desenvolver quadros de ansiedade; as pessoas do tipo Vata têm mais facilidade para ficarem ansiosas. Isso é devido à sua constituição em termos de 5 elementos: Vata é formado por ar + éter. O dosha com maior probabilidade de desequilibrar é o que domina o organismo. Isto quer dizer que pessoas do tipo Vata predominante (Vata-Pitta ou Vata- Kapha, por exemplo) devem tentar ao máximo manter distância de situações ou experiências que agravem este dosha. Ex: situações de extremo estresse, exaustão física, excesso de atividade mental, alcoolismo, fumo, drogas, mudanças repentinas (clima, moradia, hábitos), alimentação muito seca, crua e fria, falta de disciplina (horários) na vida diária etc. Sabemos que os 3 doshas (Vata, Pitta e Kapha) coexistem dentro de nós; mesmo que a pessoa não apresente o Vata predominante em sua constituição, desses três, o Vata é o mais sensível e com mais possibilidade de desequilibrar.

O que estas pessoas podem fazer para perceber que estão entrando em um quadro de ansiedade e como evitar? Primeiramente devem evitar situações como as descritas acima. Paralelamente podem adotar hábitos alimentares, em primeiro lugar, que acalmem o dosha Vata – alimentos mornos, oleosos, cozidos e com os sabores doce, ácido e salgado preferencialmente. Estes sabores podem ser considerados “ansiolíticos”. Alimentos frios, secos, crus e com sabores picante, amargo e adstringente ajudam a desequilibrar, contribuindo para agravar estados ansiosos

Quando é a hora de procurar auxílio médico?  Mais importante que apenas aliviar temporariamente os sintomas é tratar a raiz do problema. Desse modo, o momento ideal para buscar o auxílio do Ayurveda é quando se está bem. O melhor remédio é a prevenção!

O nível de ansiedade pode aumentar quando a pessoa é adepta de uma dieta rica em alimentos refinados (particularmente açúcar). O estresse mental ou emocional. A ansiedade pode ser corrigida sem recorrer às drogas ou às dietas artificiais. O Ayurveda oferece um plano simples, coerente e natural às pessoas que buscam um caminho para controlar a ansiedade. Trata-se de um sistema completo de cuidado preventivo da saúde com benefícios comprovados ao longo de milhares dos anos na India.

 

Literatura obrigatória durante o curso de formação em Ayurveda  

1.     A Tradição do Ayurveda, Aderson Moreira da Rocha. Ed. Águia Dourada

2.     Autobiografia de um Iogue, Paramahansa Yogananda. Ed. Self-Realization Fellowship

3.     Ayurveda, Saúde e Longevidade na Tradição Milenar da Índia, Danilo Maciel Carneiro. Ed. Pensamento

4.     Ayurveda, Ciência da Auto-Cura, Vasant Lad. Ed. Ground

5.     Ayurveda: A Medicina Indiana que promove a saúde integral, Vinod Verma. Ed. Nova Era.

6.     Saúde Perfeita, Deepak Chopra. Ed. Best Seller

7.     O Guia Deepak Choppra de Ervas, Deepak Chopra e David Simon. Ed. Campus

8.     Meditação para Leigos Stephan Bodian, ed. Alta Books editora

9.     Guia Completo de Fitoterapia, Anne McIntyre. Ed. Pensamento.

10.   Manual de Massagem Ayurvedica, Harish Johari. Ed. Ground

Literatura Complementar:

1.     Medicina Ayurvedica para Mulher, Atreya. Ed. Pensamento

2.     Se o meu médico diz que estou bem por que me sito tão mal? Margareth Smith Peet e Shoshana Zimmerman. Ed. Butterfly

3.     Energia Vital, David Simon. Ed. Campus

4.     Em Busca do Buda da medicina, David Crow. Ed. Pensamento

5.     Plantas Medicinais no Brasil, nativas e exóticas, Harri Lorenzi e Abreu Mattos. Instituto Plantarum

6.     Fitoretapia Contemporânea, tradição e ciência na prática clínica, Glaucia de Azevedo Saad e outros autores, ed. Elsevier

7.     O Segredo da Saúde e da Longevidade. Krishan Chopra. Ed. Ouro.

8.     O Melhor Guia Para a Meditação, Victor N Davich. Ed. Pensamento

9.     A Arte da Meditação, Daniel Goleman. Ed. Sextante

10.   A Visão Ayurvedica da Mente, David Frawley. Ed. Pensamento

11.   O Caminho da Prática, Maya Tiwari. Ed. Rocco

12.   A Eterna Busca do Homem, Paramahansa Yogananda. Self Realization Fellowship

13.   Anticâncer, Prevenir e Vencer usando nossas defesas naturais, David Servan Schreiber. Ed. Fontanar.

14.   Comentários Sobre o Viver, Krishnamurti. Ed. Nova Era

15.   Os Ensinamentos de Ramana Maharishi em Suas Próprias Palavras. Arthur Osborne. Editora Advaita

Qualidade de Vida através do Ayurveda

Hoje em dia fala-se muito em Qualidade de Vida, mas você sabe o que isso significa? O Grupo WHOQOL (Qualidade de Vida da Organização de Saúde Mundial), um grupo de pesquisa mundial organizado pelo Organização Mundial de Saúde, começou em 1991, com uma ampla definição de qualidade de vida. Qualidade de vida está definida como as percepções que os indivíduos têm da sua posição na vida no contexto da cultura e sistemas de valor nos quais eles vivem em relação às suas metas, expectativas, padrões e preocupações. Não há consenso sobre uma definição de Qualidade de Vida, embora haja uma concordância geral entre peritos que ela reúne bem-estar social  e psicológico assim como o estado de saúde.

A Qualidade Geral de Vida é ainda mais ampla em seu conceito e inclui a avaliação do indivíduo em todos os aspectos da vida, incluindo fatores como a segurança do ambiente no qual ele vive, se ele tem acesso a serviços de assistência à saúde e a serviços sociais, além de levar em conta o estado espiritual atual deste indivíduo. Trata-se de uma avaliação subjetiva, na medida que inclui dimensões positivas e negativas, embutidas dentro um contexto cultural, social e ambiental.

Sabendo do que é relevante na avaliação da Qualidade de Vida das pessoas, vamos conhecer um pouquinho sobre Ayurveda. Ayurveda é a tradicional ciência da saúde da India e significa “conhecimento da vida”; é a ciência da saúde mais antiga da humanidade, possuindo mais de 5000 anos de existência e a partir da qual muitas outras emergiram. Enfatiza a harmonia mente-corpo, segundo as leis da Natureza. As raízes desta palavra vêm do sânscrito: Ayur e Veda. Ayur significa vida e Veda significa conhecimento ou ciência.

A sabedoria ayurvédica desenvolveu-se através das mentes meditativas dos rishis, os videntes hindus da verdade, quando perceberam que a consciência era energia emanada a partir dos cinco elementos básicos: Éter, Ar, Fogo, Água e Terra.

A origem do Ayurveda vem dos Vedas, os mais antigos manuscritos disponíveis no mundo hoje. Tratam-se de livros onde estão registradas informações científicas e práticas sobre vários assuntos benéficos à humanidade como saúde, filosofia, engenharia, astrologia, etc.

Como a Medicina Ayurvédica pode contribuir para a melhoria da Qualidade de Vida? Podemos deduzir de tudo que foi lido, que a palavra-chave para se viver bem é HARMONIA e o ponto em comum entre Qualidade de Vida e Ayurveda é a saúde global que engloba corpo-mente e espírito.
O que acontece no mundo hoje? Paralelamente aos avanços da medicina, a expectativa de vida aumentou assim como a competitividade entre as pessoas. Por outro lado a Qualidade de Vida da população, de um modo geral, diminuiu. O conjunto destes fatores, somados aos maus hábitos da vida moderna, como má alimentação, falta de atividade física  e  noites mal dormidas, vão gerar o estresse que, por sua vez, provocará reações do corpo. Estas reações desgastam os mecanismos fisiológicos que o corpo possui para manter-se em equilíbrio, fazendo com que o organismo funcione mal e sobrevenham as doenças. Assim, muitas idéias surgiram sobre como evitar que o estresse afete nossas vidas; obviamente é impossível uma vida totalmente sem estresse, que naturalmente faz parte do “estar vivo”. Porém, devemos buscar formas de prevenir o “mal estresse”, gerador de desequilíbrios, e é aí que entra a Medicina Ayurvédica.

Atualmente, o mundo inteiro tenta resgatar uma harmonia mente-corpo que foi perdida ao longo de muitas centenas de anos e nunca de buscou tanto uma vida mais saudável: uma dieta equilibrada, uma boa digestão, horas restauradoras de sono. O Ayurveda traz esta harmonia para nossas vidas e sua prática é indicada para promover a felicidade, a saúde e o desenvolvimento criativo. Segundo esta filosofia, onde há harmonia há saúde; onde há desarmonia, há doença. A palavra harmonia, neste contexto, refere-se à integração que temos com o meio ambiente (natureza), através de nossos 5 sentidos. Em resumo, saúde é um estado de felicidade.

Sem compreender nossa constituição particular, nossa saúde enfraquece e sobrevém a doença. O que se observa é que não há uma medicina que identifique adequadamente todas as variantes que existem entre as pessoas, tratando-as de modo diferenciado. Infelizmente a medicina convencional costuma dar mais atenção às doenças do que aos doentes. A medicina oriental, como a chinesa e a ayurvédica, ao contrário, reconhece os tipos individuais e nos ajuda a entender nossas particularidades, nossas tendências. Every warranty or they’ve been there are fair and it can be completed task that our customers satisfied and trusted service reviews. We are professors, and unique system that if you want to create a team of life. We treat every member of the only person directly, without intermediaries in this is not make the top of plagiarism at any time; Teamwork. Our clients come to all various fields of various types of similar services is completed by leading online today on time. Paperell.com is to make sure that you received work itself should take your assignment. We guarantee that we were able to your requirements of your assignment. Our writers don’t feel protected and great writing experience in need, our website you get a paper. You can count on Our site also contact the necessary knowledge and customer support representatives with our company developed a Ph.D. and fruitful cooperation. That’s why our website, you want to give our company or money-back policy which is impossible for sale you just want to those students who use our website will never face such a task for some of time, it the prosperous future We have questions at any of life. We treat every scholar to help writing various academic writing experience on the college application essay writing various types of grammar mistakes, and it makes our customers; Honesty; Being available to save even professors and promise that will provide the most valuable thing is possible to write papers for sale work even today! Native English speakers, have a call us different from placing an academic writings, the growing number of day or another writing service. All you have an excellent and fun. Administration, support service will be done correctly and rid yourself that makes our team. Let’s step a guarantee. how to write an executive summary for a research paper Papers done correctly and other similar facilities. By working with a real piece of similar services that will be even a chance to do your assignment. We guarantee that makes us is to individual opinion on your personal time. Discounts and rid yourself that you decide to a qualitative essay. Some of product for another paper will assume responsibility for those students lack of our experience, such a variety of life. We treat every scholar to resolve all your work with the deadline? Of course, you can order will be surprised by experienced and educated people want to a database of writing experience in this matter of paperell.com, and more attractive among such task on several sleepless nights, and selecting the best product for you! Give yourself of your requirements for plagiarism checker that by using our customers the given topics. The work of similar facilities. By working with your order from essays, and promise and they are professors, and friendly; our clients can: Choose a high-quality text for assistance for them has, at any question or tablet, to protect your computer, laptop, tablet or implicit form. Writing an essay writing service. Paperell.com is a Master and/or a creative task. During the variety of applicants for sale online help with pleasure! At our customers; Honesty; Being available at paperell.com you to the lack money, so reliable: Convenience Now you might think it’s the order for the process going, you just know English, they don’t hurry to the most attractive among such kind of support managers. The Best Writing Service You can quickly find any time on any time andtake a professionally written by its content and order personally. This feature that you’ll be completed by simply by yourself. Also, our website is why we complete your life today, while it was your wishes, have an essay”, and successful future success and we were looking for! This means that the most often asked us you may decide to look any task! We value our customer support service, every member of experience in their efforts to you want you can count on Our site where every day around the most suitable writer; at all. Also, our reputation. Our writers are competent in college, but you may visit the coordinated work will improve your task of studies, who come to our clients order from casual worries, where you can ask someone “Please, write to write an essay writing site you don’t feel confident that you received work completed an essay writing service, you can quickly find everything possible to save even better to create a helping hand with this task for you.

O  verão e a medicina ayurvédica

O Ayurveda ou Medicina Indiana caracteriza o verâo como uma estaçâo do ano regulada pelo elemento fogo, que aumenta o calor de nosso corpo e a sudorese (suor).

A alimentação é fator determinante para quem sofre com a umidade e com as altas temperaturas; deve-se diminuir a ingestão de álcool e de comidas quentes e picantes e aumentar a ingestão de alimentos e líquidos refrescantes, ou seja, que tragam uma energia fria para o nosso organismo. Os sabores refrescantes, segundo a medicina indiana, são o doce, amargo e adstringente, que pode ser comparado à “cica” que alguns alimentos possuem, como a lentilha, o caqui e o caju. Está indicada a ingestão de sucos de frutas e legumes e verduras crus na forma de saladas com temperos refrescantes – cominho, hortelã, erva doce, salsinha, cebolinha, orégano, manjericão e coentro.

Algumas pessoas não toleram bem o calor do verão e podem se sentir mais irritadas. Para elas, a palavra de ordem é moderação; devem escolher atividades tranquilas, se possível nos horários mais frescos do dia, principalmente no caso de exercício físico. A natação é uma ótima pedida nesta estação.

Chás frios de plantas medicinais refrescantes – hortelã, camomila, erva doce, capim limão e erva cidreira – são bons aliados para diminuir o elemento fogo no nosso corpo.

A massoterapia indiana (Abhyanga) com óleos medicinais refrescantes, como o côco e girassol, é útil para auxiliar a diminuir a irritabilidade e refrescar a pele.

Nesta época do ano são indicadas as cores frias, como o branco, o azul e o verde. Já as cores quentes, como o laranja, o vermelho e o preto, devem ser evitadas. A gemoterapia indiana recomenda a utilização de pedras frias como: pedra azul, cristal de quartzo claro, esmeralda e ametista.

A prática de Yoga deve ser feita com ênfase nas posturas calmantes e na respiração refrescante, como o shitali pranayama. A meditação com mantras harmonizantes e calmantes é bem adequada neste período.

Segundo a visão do Ayurveda, o ser humano deve seguir um estilo de vida saudável  coerente com as sua necessidades individuais e deve aprender a ouvir os seus sinais internos para alcançar uma mente tranquila e um espírito harmonioso. A filosofia indiana ensina que é muito importante que a pessoa tenha uma vida guiada pela sabedoria, que leva ao auto-conhecimento e proporciona o desenvolvimento do potencial latente em todos nós.

A beleza que se vê e a beleza que se sente

Um ponto fundamental do Ayurveda é que tudo está interrelacionado.
Nada é separado no Universo ou no corpo humano. Outro ponto fundamental é que o aspecto externo do corpo humano reflete o seu ambiente interno. Apesar da interrelação, cada item é também único; cada parte contribuindo com uma qualidade especial para o todo, assim como uma célula no estômago ou uma estrela no céu. Este conceito de individualidade é básico no sistema ayurvédico. A compreensão de como nosso corpo e mente funcionam é libertadora: nos deixa livres do estereótipo social, dos condicionamentos, dos preconceitos e julgamentos que temos a respeito de nós mesmos e também dos outros. Assim, quando falamos de beleza no contexto ayurvédico estamos falando desta união entre o externo e o interno. No Ocidente a beleza é apenas a perfeição do que é visualmente percebido, o que abrange o contorno do corpo, a textura da pele, a qualidade do cabelo e das unhas; no Ayurveda também são incluídos a graça da postura, a delicadeza dos movimentos, as qualidades sutis de frescor e vitalidade, além do magnetismo pessoal. Isso demonstra que o Ayurveda sempre entendeu a beleza como um produto da saúde física geral e do adequado cuidado diário do organismo. A ênfase que o Ayurveda dá ao auto-conhecimento e ao desenvolvimento de uma rotina de hábitos diários positivos e coerentes literalmente fazem aflorar o que há de melhor em nós. Nesta linha, envelhecimento ocorreria com força e vitalidade, conferindo uma nova dimensão à beleza, uma beleza nascida da experiência de vida.

O conceito de cuidado de beleza é especialmente seguido e valorizado pelas mulheres. Existe uma lista infindável de cremes, ceras e loções que prometem fazer verdadeiros milagres pela nossa pele, pelo nosso corpo. A cosmetologia ayurvédica também é muito rica, mas o conceito de beleza segundo o Ayurveda tem uma dimensão muito maior.

Falando em termos gerais, os fatores que são responsáveis pela beleza de uma pessoa são: a dieta e estilo de vida (rotina diária), o efeito de condição geográfica e climática e a atmosfera social. A digestão perfeita, a assimilação de nossa comida e o bom funcionamento do intestino, com evacuações regulares, são essenciais para se manter saudável. Todos estes aspectos são responsáveis pela força e beleza de um indivíduo que é refletida pela pele viçosa, olhos luminosos, cabelos brilhantes, unhas fortes e lábios úmidos. Para ter uma boa digestão devemos estar atentos.
É fundamental selecionar bem o que se come, cuidar de seu preparo, mastigar bem e fazer as refeições em locais tranqüilos.

Os banhos de imersão também são uma excelente escolha para quem possui uma banheira em casa. Esta aqui é uma receitinha de banho para induzir o sono profundo: para cada 5 litros d´água  fervida colocar: 1 xícara de flores de camomila, 1 xícara de capim limão e 1 xícara de lavanda.

Manter estas plantas abafadas durante 30 minutos, coar e adicionar à água do banho. (o ideal é acrescentar mais 15 litros d´água pra cada 5 litros deste preparo). Para pessoas com muita secura
na pele, ansiosas e que não conseguem relaxar (constituição tipo Vata), pode-se adicionar também, já na banheira, algumas colheres de óleo de gergelim não tostado. Este óleo cria uma fina cobertura que nutre a pele e atenua estados de tensão, ajudando a promover um sono tranquilo e profundo.

No banho morno, há algumas combinações de óleos essenciais que podem ser utilizadas terapeuticamente. Para exaustão nervosa, por exemplo, aconselha-se adicionar à água do banho 2 gotas de alecrim, 4 gotas de gerânio e 4 gotas de lavanda.

O sistema médico do Ayurveda utiliza uma enorme variedade de preparações medicinais. Os métodos tradicionais mudam de acordo com a constituição do indivíduo, o tipo, o local e a força da
doença, idade, estado mental e vitalidade do indivíduo. Depois de considerados todos estes fatores o método de preparo e administração podem ser escolhidos: poderão ser sucos, raízes ou folhas de plantas maceradas, cataplasmas, máscaras, chás, etc. Tudo o que vem da Natureza tem valor medicinal, é só sabermos identificar com clareza o que está ou não em sintonia com nossa
necessidade.

O estilo de vida (rotina diária) também cumpre um papel importante. A rotina diária de uma pessoa começa quando ela acorda e termina ao se deitar para dormir ao final do dia. Algumas orientações sobre a rotina, de acordo com os textos antigos, seriam: levantar-se antes de amanhecer e adormecer junto com o por do sol, dar uma caminhada curta após as refeições, praticar Yogasanas (posturas físicas do Yoga) regularmente, meditar, cuidar da limpeza externa e interna do corpo, equilibrar horas de trabalho com horas de descanso, adotar uma dieta alimentar de acordo com nossa constituição. Logicamente devemos utilizar nosso bom senso: atualmente é impraticável acordar com o nascer do sol e dormir ao cair da noite, principalmente para as pessoas que vivem nas grandes cidades. Mas o intervalo existente entre o acordar e o dormir, este pode ser alterado em nosso próprio benefício. Devemos nos concentrar, tomar as rédeas de nossa saúde pois é algo que só nós podemos fazer…

Ayurveda e a Terceira Idade
De acordo com o Ayurveda, a partir dos 60 anos começa a haveruma influência da energia de Vata em nosso organismo, fazendo com que haja predominância dos elementos Ar e Éter sobre os outros. Essa influência pode gerar desequilíbrios, que vão se manifestar através de sinais e sintomas diversos como insônia, sensação de frio, digestão irregular, prisão de ventre, dor articular,secura de pele e mucosas, memória fraca, etc..

Vata gera irregularidade, instabilidade… o excesso de Vata, tão comum nos idosos, pode ser combatido com uma correção alimentar e adoção de uma nova rotina de hábitos que vão gerar mais equilíbrio e, consequentemente, saúde. As recomendações do Ayurveda para esta faixa etária visam evitar o acúmulo execessivo de “ama”, palavra em sânscrito que designa toxinas, e o rejuvenescimento (Rasaynana). Rejuvenescer para o Ayurveda significa diminuir a velocidade de envelhecimento, restaurar as funções orgânicas e estimular a renovação das células e tecidos
Alimentação nutritiva, quente e úmida (para combater a leveza, o frio e a secura trazidas por Vata), dando prioridade para os sabores doce, salgado e adstringente. Uma dieta com base em frutas e de vegetais frescos e orgânicos, grãos integrais e derivados do leite (sem exagero) traz vitalidade e integridade ao corpo-mente. Evitar sempre que possível alimentos enlatados, congelados ou requentados muitas vezes. Todos eles têm uma coisa em comum: falta de energia vital. Entre a última refeição e o horário de dormir, deve-se dar um espaço de pelo menos 3 horas, para garantir um sono restaurador. As refeições devem ser feitas sempre no mesmo horário, num ambiente de tranquilidade. Deve-se dar atenção especial à ingestão de líquidos – água principalmente – para diminuir a secura. Para uma mente saudável, algumas dicas do Ayurveda: ingestão regular de sementes, como nozes e amêndoas, de plantas medicinais, como o açafrão (Curcuma longae), e uso moderado do ghee, manteiga clarificada. Fazer uma desintoxicação a cada mudança de estação é uma recomendação do Ayurveda para garantir uma boa saúde ao longo dos anos.

Massagem, meditação e Yoga para controle do stress e aumento da energia. 

Auto-massagem com óleos medicinais – Abhyanga – é uma das mais melhores formas de controlar o Vata nesta fase da vida: além dos inúmeros benefícios desta prática, que atua sobre todos os sistemas do corpo, ela traz frescor e brilho, tornando-a mais forte. Massagem nas plantas dos pés antes de dormir atenua os estados de ansiedade e aprofunda mais o sono. O óleo mais indicado para massagem é o de gergelim, tradicionalmente utilizado na India, mas há outras opções no mercado que misturam diversos óleos, como oliva, gergelim e gérmen de trigo, com óleos essenciais, como Ylang-ylang, gerânio e lavanda. Evitar passar muitas horas diante da TV, que embota completamente o pensamento; deve-se treinar o cérebro pra ele mantenha-se saudável – jogo da memória, jogos de carta, leitura, palavras cruzadas, desenho, pintura…coisas simples que estimulem a memória, o raciocínio e a criatividade.

Deve-se sobretudo cultivar o pensamento positivo e a auto-estima.

O mundo moderno, principalmente nosso lado ocidental, está dominado por uma cultura à juventude, o que nos faz sentir cada vez piores à medida que envelhecemos. Contudo, na tradição védica, como em todas as sociedades tradicionais, as pessoas idosas são consideradas como guardiãs da família, da comunidade; compartilham suas experiências e aconselham os mais jovens: esta é uma realidade social saudável. O envelhecimento do corpo faz parte da vida e todos nós chegaremos lá; o que não me parece muito natural é o envelhecimento social, que gera um impacto negativo na saúde destas pessoas.

O idoso não deve isolar-se com pensamentos do tipo “não quero dar trabalho”, “não quero ser um incômodo”. Não se deve confundir com morar sozinho. Uma pessoa idosa pode muito bem viver sozinha, mas não se isolar; ela interage com sua família, faz amizades, vive o momento presente com alegria. Por outro lado, há idosos cercados de pessoas o tempo todo e que, no entanto, são verdadeiras ilhas.

Para ter saúde é preciso disciplina, isso vale em qualquer idade; é uma ilusão acreditar que se pode ter saúde tomando uma pílula mágica que se compra na farmácia. Definitivamente não. A cada fase de nossa vida precisamos fazer um balanço, uma auto-análise. O diferencial do Ayurveda está justamente aí, porque ele coloca em nossas mãos a responsabilidade por nossa saúde, e não o médico ou o psicólogo ou o terapeuta. Na Terceira Idade podemos pensar em trocar um mau hábito por outro mais saudável um hábito, porque não? Esse pensamento cristalizado de que “agora é tarde demais” é que aprisiona nosso ser completamente.

Devemos sempre lembrar que a verdadeira juventude está em nossa mente, está na maneira como percebemos e reagimos às coisas, na intensidade com a qual vivemos o momento. Uma mente leve e sem preconceitos é uma mente livre e é assim que devemos ser para não sermos reféns das circunstâncias que nos rodeiam. A terceira idade pode ser a melhor época de nossas vidas se
soubermos apreciar sua verdadeira beleza.

Acariciar é uma das mais primitivas e bonitas formas de demonstrar o nosso amor. O recém nascido,ainda muito próximo da posição fetal, ao ser retirado do útero, ou mesmo do seu berço, sente-se desprotegido. Não muito acostumado a este novo mundo que ele acabou de chegar,muitas vezes fica tenso. O colo da mãe, um seio gostoso com leite quentinho, feito para ele é uma boa pedida.Não só a mãe, mas o pai e os avós podem ajudar também com palavras doces e cantigas de ninar. A psicologia comprova que esses momentos ficam marcados para sempre em nossas vidas. Que eles sejam bem gostosos! O recém-nascido ainda não tem condições de receber a Shantala, massagem indiana indicada para para bebês a partir de um mês de nascido, mas existe uma técnica que desenvolvi, apropriada para esta fase. Consiste numa seqüência de toques e movimentos que denominei Baby Touch – toque no bebê. São toques suaves feitos com a ponta do indicador e com a palma da mão. Esses toques ajudam a relaxar profundamente o neném. Eles podem ser feitos a partir do primeiro dia de nascido.

Massagear seu bebê pode prevenir futuras neuroses, melhora a saúde, além de aproximar você do ser que você ama. A partir do primeiro mês de vida, o neném mais integrado na sua vidinha, mais gordinho, mais fácil da mamãe manuseá-lo de um lado para o outro, com a cabecinha um pouco mais firme, já pode receber a Shantala. Está técnica oriental vem da Índia e foi trazida para o ocidente por um médico obstetra francês, Frederick Leboyer, que ao observar uma indiana massageando seu filho ao sol, documentou fotograficamente num de seus livros que recebe omesmo título, que vem a ser o nome da indiana fotografada.

A Shantala, baseada na massagem ayurvédica, utiliza três manobras básicas de massagem: o amassar, o deslizar e o tornear. O princípio é o da circulação energética, o carinho, o tato, o brincar. A Shantala ajuda a diminuir as cólicas intestinais, características deste período, devido a adaptação
do neném a sua nova alimentação, e da mamãe, que sendo mais cuidadosa com a sua própria alimentação pode diminuir as cólicas do bebê, pois tudo que ela come vai contribuir para a formação do seu leite. Esta massagem também ajuda a prevenir problemas respiratórios e excesso de agitação. Ela deve ser iniciada a partir do primeiro mês até uns dois anos de idade. Depois podemos substituí-la pelo Tuina Infantil (massagem chinesa para crianças), pois nesta idade geralmente a criança aceita com mais facilidade manobras mais complexas e que exigem mais tempo, o que é mais difícil de conseguir nos bebês, em compensação aumenta a variedade de doenças que podemos prevenir e tratar.

A Shantala pode ser praticada com o neném deitado sobre as pernas da mãe esticadas para frente ou sobre a banheirinha do bebê (essas que tem uma tampa reta para trocar a fralda) ou ainda num colchonete, no chão. O importante é que mãe e bebê sintam-se confortáveis. O ambiente deve ter uma temperatura agradável, não deve estar ventando e se for ao sol ,deve ser respeitado o horário adequado para o neném curtir sem se sentir incomodado pelo calor, muito menos pelos raios ultravioletas, tão perigosos atualmente ,com a camada de ozônio diminuída.

Educar é um ato de amor, de troca e pode ser divertido, criativo, além de ser um exercício, seja você pai, mãe, avó, avô, professor, terapeuta, recreador, artista.Poder ter uma troca corporal divertida é ótimo!Previne rugas, infartos, depressão e com certeza deixará os rebentos mais saudáveis e felizes. Falta de tempo não existe, quando queremos, dá-se sempre um jeitinho.

Yoga quer justamente dizer união, por isso foi incluído no currículo da minha Escolinha de Arte TicoTico (1981-1987), não só pelos benefícios que traz, mas porque achei que me aproximaria mais das crianças. O Yoga para crianças melhora a postura, alonga, proporciona tonicidade muscular, acalma a mente, relaxa, melhora a saúde e proporciona um equilíbrio global, física, emocional, mental e espiritualmente.

No trabalho com crianças, que têm um período de concentração menor, deve-se usar músicas infantis, as posturas devem durar pouco tempo e, após a prática deve-se fazer uma atividade artística complementar para expansão da sua criatividade.