A ansiedade é um conjunto de características fisiológicas e mentais do ser humano para preparar o organismo para reagir a estímulos desconhecidos. Estes processos permitem a adaptações as alterações do ambiente e são benéficos. Porem se estes mecanismos excedem os limites aceitáveis passarão a ser prejudiciais ao organismo gerando transtornos ansiosos além dos níveis fisiológicos normais. Esta é a chamada ansiedade patológica que pode gerar uma série de distúrbios: síndrome do pânico, fobias, transtorno obsessivo-compulsivo ou TOC, hipocondria, hipertensão arterial, palpitações, dificuldade de memória e concentração, insônia, doenças psicossomáticas, decréscimo nas habilidades sociais, alterações digestivas, angústia, fadiga e até depressão.

A ansiedade patológica com seus vários sintomas associados é um sério problema na sociedade moderna e estima-se que acometa 1/8 da população, ou seja, 750 milhões de pessoas em todo planeta.

Os especialistas apontam uma série de causas nos distúrbios de ansiedade, destacam-se: fatores hereditários, desequilíbrio químico-cerebral, personalidade, experiências de vida e o estilo de vida contemporâneo com muitas atividades, excesso de estímulos eletro-magnéticos ( computador, celular, televisão), poucas horas de sono com muito trabalho e dieta inadequada com abuso de alimentos ricos em cafeína ( café, chá preto, mate, refrigerantes, chá verde, chocolate e bebidas energéticas). O tratamento dos distúrbios da ansiedade na medicina ocidental é feito com ansiolíticos ( benzodiazepínicos) e antidepressivos.

Estes medicamentos atuam no sistema nervoso central, apresentam importantes efeitos adversos e alguns destes remédios podem causar dependência ao  O Ayurveda, filosofia médica da milenar tradição indiana, afirma que a ansiedade está relacionada, principalmente, ao Dosha Vata, composto pelos elementos éter (espaço) e ar. Estes elementos também relacionam-se com a nossa mente devido a isto Vata tem uma enorme conexão com os processos mentais.

A Medicina Ayurvedica ensina que para equilibramos nossa mente devemos harmonizar o Dosha Vata e neste sentido indica várias ferramentas terapêuticas naturais: fitoterapia, dieta individualizada, sudação (swedana), oleação através de massagem com óleos medicinais (abhyanga), eliminação de toxinas, prática orientada de Yoga e meditação regularmente e uma rotina de hábitos saudáveis compatível com a nossa constituição e condição vigente.

Na nossa experiência clínica o uso terapêutico das plantas medicinais é uma forma natural de equilibrar o Dosha Vata e tratar os associados distúrbios de ansiedade. Na fitoterapia ayurvedica destaca-se o Brahmi ( este nome vem de Brahma, o criador do universo) ou Bacopa moniera utilizada na Índia há centenas de anos para tratar as alterações mentais e emocionais.

Apresenta as seguintes propriedades terapêuticas: sedativa, promove o intelecto e a mente, antidepressiva, imunomoduladora (beneficia o sistema imune), equilibra os Doshas, rejuvenescedor do sistema nervoso (rasayana), antioxidante, anti-inflamatória e antiespasmódica. No oriente esta erva medicinal tem sido utilizada nas seguintes alterações: ansiedade, depressão, hiperatividade e déficit de atenção (TDAH), distúrbio de concentração e memória, demência senil, doenças psicossomáticas, neurastenia (fadiga mental), insônia e tensão emocional. Nós enfatizamos que associado ao tratamento com fitoterapia o paciente deve, necessariamente, seguir uma dieta natural, equilibrada e saudável que promove Prof. Dr. Aderson Moreira da Rocha, clínico geral, reumatologista, especialista em acupuntura pela Associação Médica Brasileira e especialista em Ayurveda pelo Arya Vaidya Pharmacy.

Aderson Moreira da Rocha

Médico de família, reumatologista, acupunturista e especialista em Ayurveda pelo Arya Vaidya Phramacy, tradicional escola de Ayurveda do sul da Índia. Mestre e doutor em Saúde Coletiva pelo Instituto de Medicina Social da UERJ, presidente da Associação Brasileira de Ayurveda e autor do livro “ A Tradição do Ayurveda” pela editora Águia Dourada.

Últimos posts por Aderson Moreira da Rocha (exibir todos)