O Ayurveda, tradicional Medicina Indiana, tem uma teoria original e peculiar sobre a nossa digestão: o conceito de Agni ou fogo digestivo. O Agni é responsável por todo o processo de digestão, transformação, assimilação e metabolismo do corpo. No Ayurveda a saúde está diretamente interligada com a função gastro-intestinal, em outras palavras: sem um Agni ( poder digestório) adequado e íntegro não estamos saudáveis. Dr. Vasant Lad, o médico indiano, afirma: “No Ayurveda nós dizemos que uma pessoa é tão velha quanto o seu Agni”. Quando o fogo digestivo (Agni) torna-se lento e diminuído há um importante prejuízo a saúde.

   No Ayurveda é relevante acessarmos o Agni do paciente. Sempre perguntamos: como está a sua fome? Você tem fome nas refeições ou come apenas por hábito?  A Mediciana Indiana afirma que somente devemos nos alimentar se tivermos fome. A ausência de fome demonstra um Agni incompetente. Estão descritos 4 tipos de Agni:

  1. Vishama Agni ou metabolismo irregular: esta alteração resulta de um desequilíbrio do Dosha Vata (ar e espaço). Observa-se fome irregular, digestão variável, distensão abdominal, má digestão, gases e constipação. Além disto, pode estar relacionado ao quadro psico-emocional de distúrbio de Vata: ansiedade, insegurança, medo e até insônia.
  2. Tikshna Agni ou hiper-metabolismo: acontece quando existe desarmonia no Dosha Pitta (fogo e água). Neste quadro o paciente apresenta hiper-acidez, azia, gastrite, ulcera péptica, aumento da fome, hipoglicemia, tendência a fezes soltas, náuseas, doenças inflamatórias e distúrbios de pele. Um desequilíbrio psico-emocional de Pitta pode estar associado: irritabilidade, raiva, critica aumentada, ciúmes exacerbados e agressividade.
  3. Manda Agni ou hipo-metabolismo: este quadro clínico surge devido ao Dosha Kapha ( terra e água) em desequilíbrio. Observa-se metabolismo lento, má digestão, sensação de peso, ausência de fome, inchaço, letargia, sobre-peso e até obesidade. Pode estar associado ao distúrbio psico-emocional de Kapha: embotamento, sonolência, apego, ganancia, possessividade e procrastinação.   
  4. Sama Agni ou metabolismo equilibrado: Quando há uma harmonia no sistema dos Doshas, o Agni torna-se competente e a pessoa apresenta uma digestão, absorção e eliminação em ótimo estado. Sama Agni ou função digestória equilibrada é o objetivo da terapêutica ayurvedica.

   O Ayurveda apresenta a teoria de Ama: aquilo que não é digerido adequadamente devido ao fogo digestivo (Agni) comprometido. Autores modernos traduziram Ama como “toxinas formadas no tubo digestivo”.  Estas toxinas podem perturbar ou prejudicar os tecidos corporais levando a formação de doenças. Segundo Dr. Vasant Lad, o médico indiano, o Ama apresenta 4 origens: Alimentos não digeridos e não assimilados devido ao Agni (fogo digestivo) diminuído. Acumulo de dejetos (suor, urina, fezes e excreções dos tecidos). Doshas agravados e desequilibrados prejudicando os tecidos e emoções mal resolvidas e reprimidas que produz Ama mental. Os principais sintomas indicativos de acumulo de Ama são: má digestão, fadiga, fraqueza, letargia, preguiça, sensação de peso, salivação, falta de fome, gases, constipação e uma cobertura espessa na língua. O tratamento de acúmulo de Ama são as ervas digestivas: gengibre, erva doce, pimenta do reino, canela, cominho e coentro.  

   O Charaka Samhita, principal compêndio de clinica médica ayurvédica, coloca as 10 regras dietéticas que devem ser seguidas pelas pessoas saudáveis:

1- A comida deve ser quente: o alimento quente tem melhor sabor, estimula o fogo digestivo ( Agni), digere-se mais facilmente e rapidamente, facilita o movimento descendente de Vata (aliviar gases e evacuação) e também tende a dissolver Kapha (mucosidades).

2- A comida deve ser untuosa: os alimentos oleosos são deliciosos, estimulam o fogo digestivo adormecido e são digeridos mais facilmente. Auxilia o movimento descendente de Vata ( aliviar gases e evacuação), fortalece o corpo físico, gera firmeza nos órgãos dos sentidos e promove clareza na compleição. 

3- A comida deve ser ingerida na quantidade adequada: Os alimentos utilizados na quantidade adequada promovem longevidade, não perturbam os Doshas, promovem o fogo digestivo, são facilmente digeridos e eliminados. Divide-se o estomago em 4 partes: 2/4 ou a metade de comida, ¼ de líquidos (morno ou temperatura ambiente) e ¼ vazio para o movimento dos Doshas.  A regra é sair da mesa com um pequeno espaço no estômago.

4- Deve-se, apenas, se alimentar quando a refeição anterior tiver sido digerida: se nós comemos antes da refeição anterior ser digerida isto leva ao distúrbios dos Doshas. Por outro lado, ao se alimentar após a refeição previa ter sido digerida os Doshas permanecem equilibrados, o fogo digestivo (Agni) é beneficiado, os canais permanecem abertos, o coração sente-se bem e ocorre a descendência normal dos flatos, fezes e urina. Mas como ter certeza que a refeição anterior foi digerida? Através da fome, para o Ayurveda somente devemos comer se tivermos fome. Se nos alimentarmos adequadamente, com um fogo digestivo competente, teremos fome no horário adequado. 

5- Deve-se evitar alimentos onde os componentes possuem propriedades antagônicas: neste caso, evita-se os distúrbios provenientes da dieta ao unir alimentos  com propriedades contraditórias. No Ayurveda isto chama-se viruddha ou comida incompatível. 

6- Deve-se alimentar-se em um local agradável com todos os utensílios adequados: as refeições devem ser realizadas na mesa, onde devemos encontrar todos os acessórios úteis a uma boa refeição, além disto, o local deve ser apropriado, ou seja, tranquilo, para uma dieta saudável. Evita-se o estresse e a tensão durante as refeições.

7- Não se deve alimentar-se muito rápido: ao comer muito rápido a pessoa não sente o sabor dos alimentos e também não terá tempo adequado para uma boa mastigação.

8- Não se deve alimentar-se muito devagar: comer muito lentamente pode levar ao aumento de ingestão de alimentos, a comida fica fria e haverá irregularidade na digestão.

9- Deve-se alimentar-se de forma concentrada: evita-se falar e rir a mesa ou comer de forma desconcentrada. O habito de comer assistindo televisão, usando o celular ou no computador deve ser evitado pois é deletério a digestão.

10- Deve-se investigar se aquela dieta e comida estão adequadas: Somente devem ser consumidos alimentos saudáveis e compatíveis com a busca da saúde.

Citamos abaixo algumas dicas para promover o fogo digestivo (Agni) e evitar a formação de Ama (toxinas digestivas):

  1. Não ingira alimentos gelados ou bebidas frias na refeição (prejudicam o Agni)
  2. Evite excesso de cafeína (alimentos ricos em cafeína agravam o Dosha Vata)
  3. Somente se alimente se tiver fome
  4. Busque uma dieta simples e leve (evite alimentos pesados como carnes em excesso)
  5. Use chá de gengibre, 5 gotas de limão e uma pitada de sal marinho antes das refeições
  6. Caminhada antes das refeições promove Agni (fogo digestivo)
  7. Durante a refeição use água morna ou chá de erva doce
  8. Tome café como um príncipe, almoce como um rei e jante como um mendigo, ou seja,  a principal refeição é o almoço e o jantar é necessariamente mais leve
  9. Alimente-se sentado na mesa sem TV, computador ou celular
  10. Tome consciência do ato de alimentar-se, ou seja, coma com calma e mastigue bem os alimentos
  11. Apenas consuma comida que você consegue imaginar crescendo na natureza, ou seja, comida de verdade (evite alimentos industrializados)
  12. Tenha regularidade na sua rotina diária
  13. A comida fresca é a mais saudável (evite alimentos congelados e requentados)
  14. Os alimentos mais adequados são aqueles da mesma região e estação do ano que nós vivemos (alimentos encontrados nas feiras)
  15. O Ayurveda recomenda o uso de ghee e condimentos moderadamente na dieta

   No Charaka Samhita encontramos a definição de Pathya: “Pathya ou comida saudável é aquela que não é prejudicial ao corpo e é agradável a mente”. O Ayurveda dá muita importância a pathya e afirma que se o paciente faz uma dieta fundamentada em pathya, ou seja, fundamentada em comida saudável, não há necessidade de tomar remédios por que apenas pathya irá acalmar e tratar o adoecimento, principalmente nos estágios iniciais.

Prof dr Aderson Moreira da Rocha, médico de família, reumatologista, especialista em acupuntura e Ayurveda. Diretor cientifico da Associação Brasileira de Ayurveda. Tel: (21) 25373251.   Visite: www.ayurveda.com.br

Aderson Moreira da Rocha

Médico de família, reumatologista, acupunturista e especialista em Ayurveda pelo Arya Vaidya Phramacy, tradicional escola de Ayurveda do sul da Índia. Mestre e doutor em Saúde Coletiva pelo Instituto de Medicina Social da UERJ, presidente da Associação Brasileira de Ayurveda e autor do livro “ A Tradição do Ayurveda” pela editora Águia Dourada.

Últimos posts por Aderson Moreira da Rocha (exibir todos)